O Compasso na Música

postado em: Educação, Música, Padrão, Serviços | 0

Se você está iniciando os estudos agora, ou pretende começar a aprender mais sobre música, acompanhe aqui um dos conceitos mais importantes, o compasso musical.

Basicamente se dão pela divisão da música em intervalos de tempos iguais, baseada no seu andamento, que nada mais é do que o tempo.

Como saber a duração dos compassos?

Estas são as assinaturas de tempo, os números após as teclas (Sol, F, C e Neutro). Eles determinam quanto tempo pode caber em um compasso e como as notas serão divididas.

O denominador informa quantas vezes você precisa dividir uma semibreve (4 vezes) para obter a unidade de duração (ou seja, semínima). O numerador indica quantas unidades de tempo estão no compasso.

Para facilitar, você deve decorar o valor das figuras. A breve é a com maior valor, com oito tempos, mas é pouco utilizada, enquanto a semifusa tem 1/16 de tempo, sendo a de menor. Entre elas estão a semibreve (4 tempos), a mínima (2), semínima (1), colcheia (1/2), semicolcheia (1/4), e a fusa (1/8), isso quando o denominador da fórmula de compasso é 4, ou seja, são necessárias quatro semínimas de valor 1 para completar uma semibreve de valor 4.

Os valores das notas podem alterar ao definir o denominador. Por exemplo, em uma fórmula de compasso cujo denominador é 8, significa que é necessário dividir uma semibreve de 4 tempos em 8 partes. Assim, quem passa a valer um tempo é a colcheia, que em um compasso quaternário valeria meio.

Fórmulas de compasso

Já vimos que ela interfere no valor das notas, mas ela também tem papel no andamento da música. É o numerador que define ritmo e a quantidade de tempo em cada compasso.

Ao realizar essa divisão, define-se um determinado compasso para estilos musicais mais tradicionais. Por exemplo, a valsa tem compasso 6/8 ou 3/4, enquanto músicas populares tendem a utilizar o 4/4.

Duração dos compassos em partituras

O início e fim dos compassos são marcados por barras verticais, mas elas podem ser diferentes e significar coisas distintas, portanto fique atento:

  • Barra simples: é a que faz a separação comum entre os compassos;
  • Barra dupla: marca o fim de uma seção e o início de outra, podendo haver mudança de tempo e até mesmo tonalidade;
  • Barra de repetição: significa que você deve voltar até o trecho onde havia outra barra igual a esta e repeti-lo. Caso não haja outra, repita a música desde o começo até o aparecimento da barra;
  • Barra final: ela informa que a música chegou ao fim. São duas barras, sendo a primeira fina e a segunda mais espessa.
Duração dos compassos em cifras

As cifras são as representações da duração dos compassos, estando logo acima das letras das músicas e representando o momento correto de finalizar um compasso e iniciar o outro.

Podem ser utilizadas barras em momentos sem letra, para dividir as cifras. Nesse caso, cada cifra significa um compasso e terá a duração que ditar o numerador da fórmula de compasso.

Cada música possui suas peculiaridades, assim como fórmulas de compasso específicas, então fique sempre atento tanto ao numerador quanto ao denominador da fórmula de compasso.

Venha aprender a tocar um instrumento conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *