Como aumentar a capacidade cognitiva e estimular a memoria com a música

postado em: Padrão | 0

Estudos têm mostrado que o aprendizado de música aumenta o tamanho e a conectividade de várias áreas do cérebro.

A música existe em todos os momentos do nosso dia a dia e pode mudar a forma como lidamos com as diferentes situações.

Marca ocasiões especiais: casamentos, festas de aniversário, viagens, realizações. Em momentos de tensão e despertar, ela pode nos acalmar.

No entanto, a música não é apenas uma ferramenta de entretenimento, distração e relaxamento, ela também aumenta a capacidade cognitiva responsável pelo conhecimento, interpretação e concentração humana. Estudos têm demonstrado que, por exemplo, estimular o aprendizado da música na infância pode favorecer o desenvolvimento do sistema nervoso, pois a música estimula novos caminhos e conexões no cérebro.

“As crianças se expressam de maneiras diferentes, muitas vezes com mais liberdade do que a expressão verbal. Portanto, por meio do acesso a conteúdos não verbais, a educação musical é tanto uma ferramenta para o desenvolvimento da linguagem quanto para o desenvolvimento cognitivo e emocional. A economia do governo do estado de São Paulo.

Um estudo conduzido pela Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, em crianças e adolescentes com idades entre 6 e 18 anos, descobriu que a prática musical afeta a função executiva do cérebro. Isso melhora habilidades como memória e concentração e estimula a criatividade. Outros estudos também apontaram que a música ou estimulação musical pode melhorar a reabilitação física e cognitiva de várias síndromes e distúrbios do desenvolvimento (como dislexia e déficit de atenção).

“Porém, para atingir esses objetivos, é importante respeitar as necessidades e interesses de todos, perceber a autoconsciência e adotar um método harmonioso e saudável de aprendizagem musical e musical”, enfatizou Freixedas.

Escutar música clássica com frequência também ajuda a prevenir doenças neurodegenerativas e ativa os genes da função cerebral, diz a pesquisa realizada na Universidade de Helsinque, na Finlândia. Além da vantagem para a saúde neurológica, a música também pode melhorar a capacidade de socialização e de trabalhar em equipe, ensina a ser perseverante e aumenta o senso de responsabilidade e de inovação. Para isso, é necessário que o ensino e a linguagem musical sejam embasados na criatividade, na liberdade e na flexibilidade.

Quer ter todos esses benefícios e mais em sua vida?

Venha aprender música, agende uma aula experimental gratuita, trabalhamos nas modalidades presencial e online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *